Quiabo De Metro (Trichosanthes Cucumerina) comparando.....



Conhecida como cabaça cobra, abobora Serpente ou chichinga, a Trichosanthes cucumerina é uma planta de origem tropical ou subtropical em que, algumas variedades, os seus frutos são comestíveis bem como as folhas e flores. Uma planta com uma bela flor e um fruto muito alongado

Esta planta que cresce no Nepal, Malásia e noutros países do Sul da Ásia é uma espécie de trepadeira que pode atingir os 4 metros de altura.

Cultivada principalmente por causa do seu fruto extremamente longo que pode alcançar os 200 centímetros de comprimento e é semelhante a uma abóbora, é altamente apreciada na cozinha asiática.
Este fruto cilíndrico de cor verde com riscas brancas, muitas vezes, fica com um aspecto torcido como o movimento de alguns répteis, daí o seu nome popular de Abóbora de Serpente. É uma fruta que cresce em climas quentes, as sementes têm uma cobertura exterior dura e não germinam com facilidade, mas, quando isso acontece, podem crescer mais de um metro de comprimento. As suas flores, consideradas as mais belas do mundo e que só abrem e podem ser observadas em todo o seu esplendor à noite, têm umas terminações incríveis e um aspecto de como se estivessem  esfiapadas e cozidas ou fiadas à mão.
Normalmente, este tipo de planta é usada na culinária e é particularmente popular no sul e sudeste da Ásia; a polpa dos seus frutos maduros é utilizada em molhos e é um bom substituto para o molho de tomate.
Da mesma forma, ao longo dos anos, tem também sido utilizada na medicina tradicional como laxante, para aliviar a sensação de queimadura, febre, parasitas intestinais, e outros problemas, tais como obstipação, doenças de pele, diabetes, anorexia, flatulência e fraqueza geral.





Esta é bem parecida, mas com flores amarelas...

 BUCHA-DE-METRO (luffa acutangula)

 A esponja-vegetal é uma planta trepadeira e apresenta um ciclo de vida anual. No seu caule encontramos as gavinhas que servem para a planta se agarrar enquanto cresce e trepa. As suas folhas são grandes, lobadas e dentadas, têm pelos finos e manchas prateadas.
É uma planta monoica, pois numa só planta podemos observar flores masculinas e femininas. Ambas são amarelas e as flores femininas destacam-se por serem solitárias e possuírem um delicado ovário alongado (como um pequeno fruto), já as flores masculinas caracterizam-se por serem maiores, mais numerosas e surgirem em grupos.
Os seus frutos são grandes, cilíndricos e alongados. Estes são verdes quando jovens e castanhos quando se encontram maduros e, neste último estádio, apresentam uma rede densa de fibras.
Utilizações e Propriedades: Os frutos maduros (ou secos) fornecem-nos uma esponja fibrosa com propriedades esfoliantes e tranquilizantes que pode ser usada na higiene pessoal ou nas limpezas domésticas. Para termos acesso a essa esponja basta descascar o fruto. Podemos, depois, deixá-lo de molho algumas horas, lavá-lo e secá-lo à sombra.

Os frutos jovens e tenros (menores que 6 centímetros) são comestíveis, podendo ser preparados como os quiabos ou pepinos. Porém, apesar das suas propriedades purgativas e vermífugas, não se devem ingerir em grandes quantidades, pois tendem a tornar-se tóxicos. Aparentemente, as suas flores também são comestíveis, tal como as flores das abóboras.
Em alguns países, a esponja-vegetal é usada como filtro e a partir das suas sementes prensadas extrai-se um óleo comestível.
Cultivo: Sendo uma planta da família das abóboras (cucurbitáceas) faz parte das culturas de verão. Necessita de ser cultivada sob sol pleno e em solo fértil enriquecido com matéria orgânica, drenável e irrigado regularmente. Como é uma trepadeira devemos-lhe fornecer um suporte para que se possa apoiar e trepar. Não tolera as geadas. Multiplica-se facilmente por sementes postas a germinar na primavera. 




BUCHA (Luffa cyllindrica) 


é uma planta trepadeira de crescimento rápido, em climas quentes pode subir até 15 metros de altura. O fruto é comestível apenas quando imaturo e é cozido como abobrinha. O fruto amadurecido formas esponjas fibrosas que são muito utilizadas para limpeza e para o banho. Cultive suas próprias esponjas naturais! É super fácil. Depois que o fruto amadurecer, basta deixá-lo secar por alguns dias no sol e retirar a casca seca.





Garrafa, Lagenaria Siceraria


nome botânico: Lagenaria siceraria    família: Cucurbitaceae (família abóbora)

A cabaça de garrafa é uma videira vigorosa, anual, correndo ou escalando com folhas grandes e uma aparência exuberante. Cresce rápido e pode começar a florescer apenas 2 meses após a semeadura. A videira é ramificada e sobe por meio de tendrils ao longo da haste. A folhagem é coberta com pêlos macios e tem um mau cheiro almiscarado quando esmagado. As folhas da cabaça de garrafa são até 15 polegadas de largura, circular em forma total, com margens lisas, alguns lóbulos largos, ou com margens onduladas. As folhas têm uma textura aveludada por causa dos cabelos finos, especialmente na superfície inferior. As flores do gourd da garrafa são carregadas isoladamente nas axilas das folhas, os machos em peduncles longos e nas fêmeas em peduncles curtos. As flores são brancas e atraentes, até 4 polegadas de diâmetro, com pétalas espalhando. O ovário é inferior e na forma do fruto. De outra forma, As flores masculinas e femininas são semelhantes em aparência. As anteras são carregadas em filamentos curtos agrupados no centro da flor. Os estigmas são curtos, espessados ​​e ramificados. As sementes acastanhadas são numerosas em uma polpa verde esbranquiçada. Cada semente é de forma um tanto rectangular com ranhuras ranhuradas perto da extremidade ligada.
Tendo derivado seu nome de sua estrutura da forma da garrafa, é visto como um vegetal verde amarelando longo com sementes brancas e carne esponjosa. É considerada como uma das primeiras plantas cultivadas conhecidas pela humanidade. Sua origem parece estar em ambos os lugares - África e Índia. Hoje é amplamente cultivada nos trópicos Índia, Srilanka, África, Malásia, Indonésia, Filipinas, China, África tropical, América do Sul etc .. Ele precisa de um clima tropical para o seu crescimento e também chamado como uma colheita sazonal quente. 

A polpa desta fruta é cozida como vegetal. Muitas receitas são vistas em países como a Índia, e também é considerado como um dos prato principal para os festivais hindus. Suco cru desta fruta também é usado para cozinhar, bem como fins medicinais. 

Cultivo : 

Encontrado em cada cozinha da casa indiana, cabaça de garrafa que se acredita ter originado em África constitui uma parte importante da comida na cozinha indiana. Goste ou não, esta cabaça tem dominado o menu de pratos principais domésticos por tempo imemorial. Locally sabido como "Lauki" (Hindi) ou "Sorakkai" (Tamil), este veggie não é aquele popular no mundo ocidental. 
As sementes desta planta são potted no jardim, e em aproximadamente 10 dias as sementes germinarão. Estes então crescem e produzem 2 - 3 cacho de folhas. É importante regá-los regularmente, mas eles odeiam pés molhados. A videira principal vai crescer a 6 - 7 metros de comprimento e apenas encontrar um lugar para a planta por isso vai espalhar os tendrills e crescer com a base. As flores de flores femininas e masculinas são produzidas, com flores femininas mostrando o ovário. Em seguida, a polinização é auxiliada por abelhas e lentamente o fruto emerge. 


Usos medicinais de cabaço de garrafa:

O vegetal cozido é um refrigerante natural e diurético e também possuem natureza sedativa. Devido a estas qualidades, quando este vegetal é cozido, geralmente dá uma sensação de relaxamento depois de comê-lo. Esta natureza diurética, ajuda a curar a passagem queima da urina, e ajuda a curar infecções urinárias, etc Servindo como uma mistura alcalina, É utilizado para distúrbios urinários.  O suco do fruto é usado no tratamento da acidez do estômago, indigestão e úlceras.

O suco de cabaço é um medicamento valioso para a sede excessiva devido a diarréia grave, diabetes e uso excessivo de alimentos gordurosos ou fritos.Um glassful do suco liso com uma pitada do sal deve ser tomado diário nesta circunstância. Seu uso durante o verão previne a perda excessiva de sódio, apaga a sede e ajuda na prevenção da fadiga.

Mistura de suco de cabaça de garrafa e óleo de gergelim atua como um medicamento eficaz para insônia. Deve ser massageado sobre o couro cabeludo todas as noites. O suco de fruta Gourd é usado no tratamento da insanidade, epilepsia e outras doenças nervosas.
.
Garrafa Ajuda em constipação. Garrafa cabaço não é apenas rico em minerais essenciais, ferro, proteínas e oligoelementos; Também é rica em fibras. Fibra é conhecida por estar ausente na dieta moderna, a ausência de que é a causa da constipação não só, mas outros distúrbios digestivos.

Este vegetal ganhou imensa popularidade, talvez devido à disponibilidade no mercado o tempo todo, e também por seus preparativos fáceis, com deliciosas receitas. A miríade de benefícios de saúde não são conhecidos por muitos, mas apesar disso, muitas famílias indianas são beneficiados todos os dias por consumir este vegetal. Gourd de garrafa é dito para equilibrar os níveis de pressão arterial e, portanto, prevenir muitas doenças cardíacas. 

Gourd de garrafa é acreditado para ajudar a função hepática de uma forma equilibrada. O suco das folhas ajuda a curar a icterícia. Ayurveda recomenda gourd garrafa para a inflamação do fígado.  

O suco da cabaça ajuda a reduzir o envelhecimento dos cabelos. Ele ajuda a combater a constipação, pois é rico em fibras. Devido à sua fibra e baixo teor de gordura, Ayurveda altamente recomenda este alimento para pacientes diabéticos e crianças pequenas. Ayurveda também recomenda o suco desta cabaça no tratamento da acidez, indigestão e úlceras, pois serve como uma mistura alcalina.

A medicina tradicional indiana afirma que a cabaça de garrafa atua como um tônico nervoso

PANC + LINKS. Pesquise +

Vale conferir, algumas precisam ser cozidas ou branqueadas.  Pesquise +. 
Espécie
Nome popular
Parte comestível
Sugestão de consumo
Amaranthus viridis
Caruru
Folhas
Cruas ou cozidas
Basella alba
Bertalha
Folhas e ramos
Crus ou cozidos
Bidens pilosa
Picão
Folhas
Cruas ou cozidas
Chenopodium album
Mastruz
Folhas e flores
Cruas ou cozidas
Clitoria ternatea
Clitoria
Flores
Corante azul
Cucumis anguria
Maxixe
Frutos
Cozidos ou em conserva
Curcuma longa
Açafrão-da-terra
Rizomas (raízes)
Corante amarelo
Dioscorea bulbifera
Cará-moela
Raízes aéreas
Cozidas
Eryngium foetidum
Coentro-bravo
Folhas
Condimento
Galinsoga quadriradiata
Galinçoga
Folhas
Cruas ou cozidas
Hibiscus acetosella
Vinagreira
Folhas e flores
Cozidas
Hibiscus rosa-sinensis
Hibisco
Flores
Cruas
Lactuca canadensis
Almeirão
Folhas
Cruas ou cozidas
Melothria cucumis
Pepininho-do-mato
Frutos
Em conserva
Pachira aquatic
Monguba
Sementes
Cozidas ou assadas
Pereskia aculeate
Ora-pro-nobis
Folhas flores e frutos
Crus ou cozidos
Pereskia bleo
Ora-pro-nobis
Folhas flores e frutos
Crus ou cozidos
Pereskia grandiflora
Ora-pro-nobis
Folhas, flores e frutos
Crus ou cozidos
Physalis pubescens
Camapu
Frutos maduros
Crus ou em geléias
Porophyllum ruderale
Couvinha
Folhas
Cruas ou cozidas
Salvia officinalis
Salvia
Folhas
Condimento
Schinus terebinthifolia
Aroeira, pimenta-rosa
Sementes moídas
Condimento
Solanum lycopersicum
Tomate-selvagem
Frutos maduros
Crus ou cozidos
Sonchus oleraceus
Serralha
Folhas e flores
Cruas ou cozidas
Stachys bizensis
Peixinho-da-horta
Folhas
Fritas empanadas
Tagetes minuta
Cravinho-do-mato
Folhas
Condimento
Talinum fruticosum
Bredo, caruru
Folhas
Cruas ou cozidas
Talinum paniculatum
Maria-gorda
Folhas
Cruas ou cozidas
Taraxacum officinale
Dente-de- leão
Folhas e flores
Cruas ou cozidas
Thymus vulgaris
Tomilho
Folhas e ramos
Condimento
Tropaeolum majus
Capuchinha
Folhas e flores
Cruas ou cozidas
Typha domingensis
Taboa
Interior do caule
Cru ou cozido
Typha domingensis
Taboa
Pólen
Cru
Urera caracasana
Urtiga
Folhas
Cruas ou cozidas
Vernonia polyanthes
Assa peixe
Folhas
Fritas empanadas
Xanthosoma taioba
Taioba
Folhas sem as nervuras
Bem cozidas
 LINK

Festa 2 anos de encontros mensais em Porto Alegre....bomD+